carregando
Carregando...
Caso a página demore muito para carregar,
aperte o botão "atualizar" do seu navegador ou a tecla "F5".

  • Receba informações e promoções de nosso site.


Mensagens Bíblicas

Geral

ENSINAVA COM AUTORIDADE

04/11/2018 às 13:11h

 

E maravilharam-se da sua doutrina, porque os ensinava como tendo autoridade e não como os escribas.

Marcos 1.22

 

Jesus entrou em Cafarnaum para fazer a obra de Deus, e os Seus discípulos estavam com Ele, pois estavam aprendendo a realizá-la também. Da mesma forma, toda vez que nos leva a algum lugar, o Senhor faz isso com um bom propósito. Temos uma missão a cumprir no meio das pessoas, a qual é igual à dEle. Servir a Deus é dizer sim às Suas ordens. A nossa parte é proceder como o Mestre; do contrário, não executaremos as mesmas obras.

De início, as pessoas ficaram maravilhadas com a Sua doutrina, porque, por ter autoridade, Ele as ensinava de modo diferente dos demais mestres do mundo. Jesus não ensinava como os escribas. O mundo já tem mestres demais, que nunca resolveram a situação do povo. O que o homem precisa é de alguém ungido pelo Senhor, que viva em comunhão com Ele e se deixe ser usado, como bem exemplificou o Salvador. As pessoas ouvirão a quem proceder como o Senhor e serão libertas.

Há mais indivíduos com problemas espirituais do que gostaríamos de encontrar. Por trás de qualquer anormalidade, há sempre um espírito maligno oprimindo a quem age fora do bom senso. Nas Escrituras, aprendemos que o demônio faz as pessoas viverem de acordo com a natureza dele. O endemoninhado gadareno, por exemplo, gostava de andar nu e era muito violento; quando o demônio foi expulso do homem mudo, este passou a falar.

Mexer com o diabo não é bom para quem não tem o conhecimento bíblico ou a unção de Deus para tal obra. Os filhos de Ceva, o sumo sacerdote da região de Éfeso, descobriram um modo não bíblico de “ajudar” as pessoas. Então, quando usaram o Nome de Jesus a quem Paulo pregava, o espírito maligno que estava no homem foi claro ao dizer: Conheço a Jesus e bem sei quem é Paulo; mas vós, quem sois? Assim, o endemoninhado partiu para cima deles, e, nus e feridos, fugiram (At 19.14-16).

Não devemos brincar com a obra de Deus nem usar o que falamos e fazemos para propósitos contrários aos do Altíssimo. Já vi pessoas serem envergonhadas por espíritos maus, ao tentarem expulsá-los ou quando debocharam deles. Só deve fazer a obra aquele que não está vivendo em pecado, e sim de acordo com a Palavra. Ao expulsarmos um demônio, causamos prejuízo ao reino do diabo, e, se não formos de Deus, ele reagirá à altura.

Quem serve ao Senhor não deve temer nenhuma manifestação demoníaca, porque Deus nos deu autoridade para fazermos frente a ela, reduzindo-a a nada. O modo de falar de Jesus maravilhou os ouvintes presentes na sinagoga em Cafarnaum. Quando o mal se manifestou, as pessoas falavam umas com as outras sobre o que viram, perguntando o que seria aquilo. Afinal, com autoridade, Jesus expulsou os demônios.

Precisamos ensinar os novos convertidos a temerem a Deus e a se consagrarem. Assim, realizarão as mesmas obras de Cristo, e isso levará multidões ao Reino dos Céus. Ao mesmo tempo, temos de lhes ensinar a não cair no conto do diabo, o qual tentará convencê-los de que não precisam ser santos, porque, uma vez salvos, salvos para sempre. Cuidado com isso! 

Fonte: Ongrace

Comentários

Você precisa logar no site para poder enviar comentários. Clique aqui caso ainda não possua um cadastro em nosso site.

     

    1